Skip to main content
5
(2)
Conexos Cloud: Módulo Exportação
Conexos Cloud: Módulo Exportação

O ano de 2021 do Brasil foi marcado como ano de recorde de superávit (que ocorre quando as exportações brasileiras superam as importações) na balança comercial.

Em valores, o recorde anterior era do ano de 2017, com US$ 56 bilhões. Em 2021, o superávit foi de US$61 bilhões, o que representa um crescimento de US$ 21,1% em relação a 2020.

Neste artigo iremos listar os principais parceiros comerciais do Brasil – que é o 29º maior importador do mundo e 26º exportador -, o perfil comercial exportador Brasileiro e os produtos que são mais exportados e importados por ordem decrescente.

5 principais destinos das exportações brasileiras

Em geral, tivemos um ano intenso de produtos comprados pelos principais parceiros comerciais, como a China, Estados Unidos e a Argentina – país para onde o valor de exportações cresceu quase 40% em relação ao ano de 2020.

A notícia publicada no site do Governo do Brasil diz que o saldo positivo da balança comercial brasileira é proveniente de US$ 280,4 bilhões em exportações (crescimento de 34% em relação ao ano de 2020) e US$ 219,4 (que representa aumento de 38,2% comparando ao mesmo período) em importações.

De acordo com dados do ComexVis, os 5 principais compradores de produtos brasileiros durante o período de janeiro a novembro de 2021:

China

LEIA TAMBÉM: Exportações para China: importância no mercado mundial

É o principal parceiro comercial do Brasil. As exportações para a China representam 32,1% (FOB US$82,2 bilhões) de todo processo de venda para outros países. A variação em relação ao mesmo período do ano passado é de 30,2%, o que representa US$19,1 bilhões a mais. 

Exportações para a China
Exportações para a China

Estados Unidos

Com participação de 10,9% (FOB US$27,9 bilhões) das exportações no período correspondente, o Estados Unidos ocupa a segunda posição no ranking de principais destinos das exportações brasileiras. A variação foi de US$8,9 bilhões (46,9%).

Argentina

A Argentina, principal parceiro da América do Sul, se situa na terceira posição com valor FOB corresponde a US$10,7 bilhões, representando uma participação de 4,2% e uma variação de 39,8% em relação ao ano passado.

Países Baixos

No período de janeiro a novembro de 2021, o Brasil exportou para a Holanda, que se encontra em 4º, um valor FOB de US$8,4 bilhões (participação de 3,27% das exportações totais) que representa uma variação de 32,6% e 2,1 bilhões de dólares americanos. 

Chile

Segundo maior parceiro da América do Sul, o Brasil exportou para o Chile um Valor FOB de 5,9 bilhões de dólares americanos, com participação de 2,32% e variação em relação ao ano anterior de surpreendentes 73,6% (US$2,5 bilhões a mais). O país é o 5º maior comprador quando se trata das exportações brasileiras.

5 principais produtos exportados pelo Brasil

Após conhecer os principais parceiros comerciais das exportações brasileiras, é extremamente importante saber também quais são os produtos mais enviados a outros países para entender o cenário do Comércio Exterior brasileiro.

Minério de ferro e seus concentrados

Cerca de 99,0% do minério de ferro produzido são utilizados na fabricação de aço e ferro fundido. Outras aplicações são as indústrias de ferro-ligas e cimento. A produção de minério de ferro no Brasil se desenvolve em minas a céu aberto. 

O principal comprador do minério de ferro brasileiro é a China, que detém cerca de 64% do total da compra do produto (queda em relação ao ano passado, quando detinha cerca de 72%).

Soja

A mais importante cultura agrícola do País e também um dos produtos que mais movimentam a economia, a soja é usada para produção de óleos combustíveis ou para uso alimentício.

Exportação de Soja
Exportação de Soja

Representa 14,6% da porcentagem total dos produtos das exportações brasileiras. Assim como o minério de ferro, ela também é comprada em larga escala pela China, detentora de 70,6% do produto – déficit em relação ao ano de 2020, onde detinha 73,34%. 

Óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus

Utilizado principalmente na produção de combustíveis automotivos, o óleo bruto é uma alternativa viável, uma vez que os países que o compram normalmente não tem como extraí-lo, mas podem refiná-lo.   

O principal comprador do produto é a China que detém cerca de 46,82% das exportações brasileiras do mesmo, mas em relação ao ano passado (quando exportou para o Gigante Asiático cerca de 59,91% do produto), representou uma queda brusca.

Açúcares e melaços

Substituindo o mel e sumo de cana como principal forma de adoçante desde o século XVII, o açúcar era o principal produto comercial trago para o Brasil (no caso, sua matéria-prima, a Cana-de-açúcar) durante o período de colonização. 

Novamente a república socialista é a principal compradora do produto e as exportações brasileiras para o país representam 15,7% do total – uma alta em relação a 2020, quando as exportações brasileiras foram 14,2%.

Carne bovina fresca, refrigerada ou congelada

Apesar de ter suspendido as compras de carne bovina brasileira em setembro, quando registrou dois casos da Encefalopatia Espongiforme Bovina, no dia 15 de dezembro as exportações brasileiras para o país foram normalizadas. 

Exportação de carne bovina
Exportação de carne bovina

LEIA TAMBÉM: Exportações 2021: Panorama da exportação de Carne Bovina

O Brasil continua como o maior exportador de carne bovina do mundo e a China, seu maior comprador. Apesar do embargo de setembro, os números até novembro se assemelham ao período correspondente ao ano anterior: 52,54% do número total de exportações brasileiras de carne bovina em 2021 contra 53,3% de 2020. 

Conclusão

As exportações brasileiras de 2021 superam, no total geral, os números do ano anterior, fortemente marcado pelas dificuldades comerciais de um período pandêmico. 

A China se manteve como o principal comprador dos produtos brasileiros e responde a 31,28% das exportações brasileiras - cerca de US$ 87,69 bilhões
A China se manteve como o principal comprador dos produtos brasileiros e responde a 31,28% das exportações brasileiras – cerca de US$ 87,69 bilhões

Observa-se também que o ano de 2021 foi marcado pela alta procura de commodities e consequentemente aumento no seu preço (produtos como alimentos, petróleo e minério).

De acordo com o jornal G1, nas exportações brasileiras, os maiores avanços em relação a 2020 ocorreram nos produtos da indústria extrativa (62,4%), alavancado pelas vendas de minério de ferro (72,9%) e petróleo (54,3%). Além da soja, que teve 35,3% em relação ao mesmo período.

Conexos Cloud e Exportação

Se você deseja ter mais competitividade no seu mercado e para isso, pensa em começar a exportar, não deixe de conferir algumas dicas que preparamos pra você.

O Conexos Cloud possui um Plano Secreto de Exportação e integração com o SISCOMEX, destinado à apuração e ao acompanhamento completo de todos os procedimentos de exportação da sua empresa.

Entre em contato conosco e conheça como desburocratizar esse procedimento que consiste em várias etapas, desde a documentação ao acompanhamento da logística dos produtos.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.