Skip to main content
5
(7)

Em um movimento sem precedentes, os Analistas de Comércio Exterior (ACE), fundamentais para a gestão das políticas de comércio exterior do Brasil, aprovaram um indicativo de operação padrão e anunciaram paralisações pontuais em resposta à falta de ação do governo em atender suas demandas por uma reestruturação e modernização da carreira.

A decisão foi tomada durante uma Assembleia Geral Extraordinária realizada nesta terça-feira, 19, refletindo a crescente insatisfação com a inércia do Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI).

A categoria, que desempenha um papel crucial na formulação, implementação, controle e avaliação de políticas de comércio exterior, reivindica ajustes que incluem a reestruturação da carreira com alinhamento remuneratório semelhante a outras carreiras econômicas de Estado, definição das atribuições em lei, e um modelo de remuneração que incentive a produtividade.

Em nota, o sindicato dos AACE informou que três ofícios foram enviados ao MGI solicitando a abertura de mesa específica para a carreira, mas o pedido não foi atendido e não houve resposta. Levando à decisão de iniciar uma operação padrão e paralisações nos turnos da manhã ou da tarde nos dias 25 de março e 8, 12, 17 e 18 de abril. Essas ações visam pressionar o governo a abrir negociações e discutir seriamente as propostas de modernização da carreira.

Os serviços que poderão ser afetados incluem análises de atos concessórios de drawback, licenças de importação não automáticas, divulgação da balança comercial, determinações preliminares e finais no departamento de defesa comercial e divulgação de consultas públicas de ex-tarifário. A operação padrão e as paralisações também podem impactar reuniões internas e externas, incluindo negociações e assessoramento à alta gestão.

O Sindicato dos Analistas de Comércio Exterior reitera seu compromisso com a excelência no serviço público e permanece aberto ao diálogo, aguardando uma resposta urgente do MGI para iniciar negociações. A categoria enfatiza a importância de receber tratamento igualitário em relação a outras carreiras de mesma hierarquia e importância, e considera essencial que o governo inicie as negociações para atender a esse pleito legítimo.

Informações: AACE – Associação dos Analistas de Comércio Exterior

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 7

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.